terça-feira, 10 de agosto de 2010

Uma análise sobre o romance nos filmes

Ah o amor! Aquele sentimento que você provavelmente têm pelo pão de queijo e a cerveja.
Aquele sentimento lindo que faz com que você ouça de sua amiga "...ah obrigado" ou "Tenso" depois de falar "Estou apaixonado pro você".

Fazia tempo que não falavamos sobre amor aqui, e depois de ver um filme genérico de romance ontem a noite eu me inspirei.

Nos filmes de romance:
  • As coisas acontecem pra conqusitar a garota;
  • As coisas acontecem pra recuperar a garota (Normalmente depois de trair ela com alguma mais gostosa mas não tão legal).
  • Atos românticos e inspirados acontecem umas 50 vezes num periódo de duas horas;
  • A garota fica com o Ashton Kutcher e o cara conquista a Cameron Diaz.
O ponto hoje não é como os filmes diferem da vida real ou porque a vaca da Cameron Diaz não responde meus telefonemas.
O ponto é que nenhum filme romântico se concentra no MEIO é sempre no ANTES do relacionamento ou no DEPOIS de colocar um par de chifres.
E o ponto é que o meio é um saco é por isso que os casamentos são um saco, porque você já conquistou a garota e ainda não traiu ela.

Casamento é: "Aquele periódo entre convencer uma garota a tirar a roupa pra você o resto da vida e convencer ela a perdoar o fato de você ter convencido outra a tirar a roupa por algumas horas ".

Por isso que nenhum filme romântico se concentra no meio, e sim as séries de comédias estão no meio, mostrando como um cara gordo com uma mulher mais gostosa do que um cara gordo na vida real teria, consegue manter ela.

Outra coisa é o fato da expectativa de uma mulher.
Ela acha a coisa mais romântica quando o cara do filme aparece fazendo algo romântico, se você imita o ato está errado.
Ela não está sendo inconsistente ela adorou o ato, aliás ela adorou tanto que quer que ele seja executado da mesma maneira. Com um ator de hollywood multimilionário fazendo ele e não você ganhador de salário minímo.

2 comentários:

Anônimo disse...

Mas que raios o Leônidas tá fazendo num filme com esse título?!?!

Fábio disse...

Anônimo: Dando um jeito de pegar a Hilary Swank ué!